Autor Tópico: Problema levantado pelo Sr. José Faro durante a discussão pública parlamentar  (Lida 14988 vezes)

Junho 04, 2008, 12:20:10 pm
Responder #30

Nuno Lemos

  • ***
  • Information Offline
  • Full Member
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
    • Acupunctura
Boas. Antes de responder ao André, vou propor o seguinte: façam uma lista de dúvidas que eu coloco-as directamente ao representante da acupunctura e depois passo-vos a resposta. É o melhor que posso fazer para as pessoas que vivem fora de lisboa e não tem grandes possibilidades de vir assistir. ;) A não ser que seja um insulto à inteligência de alguns ouvir respostas do representante quando sabem ler a regulamentação.

Relativamente ao André: ninguêm te disse que o que está escrito não tem importância. O que te disseram é que isso está em discussão.

Relativamente à ultima pergunta eu posso-te responder já mesmo. A cara de muitos profissionais não seria a melhor se a regulamentação fosse chumbada. Agora abre os olhos e responde-me: quem achas que sairia mais beneficiado com isso? Não sabia que pertencias à ordem dos médicos. De qualquer forma eu recuso-me a vender a profissão. Ninguêm na comissão tem vergonha de voltar a pegar no processo. Falamos de pessoas que lutam por isto há anos. E ninguêm na comissão tem vergonha do que está feito.

Quanto a chumbarem a regulamentação posso dizer-te que: as estatisticas que te passam não estão totalmente certas. Na realidade a maioria dos profissionais envolvidos (homeopatia, naturopatia, acupunctura, etc....) querem esta regulamentação. É só uma mão cheia de acupunctores, chefiados pelos interesses e mentiras do Sr. Pedro Choy que estão contra. Eu provavelmente pensaria como muitos de vocês se sistematicamente estivesse sujeito aos discursos choianos do medo e da democracia. Que são infundamentados no contexto actual. ;)

De uma vez por todas eu volto-te a dizer: ainda não existe classe profissional. É ridiculo eleger um representante democraticamente quando ainda nem sabemos quem faz parte  da classe profissional. Fazer as coisas como o Choy quer é um claro sinal de lascismo profissional para salvaguardar uma determinada posição. Queres votar democraticamente num representante de uma classe que ainda não existe? Como fazes o recenseamento dos acupunctores? Esqueci-me: é só perguntar se é acupunctor.  ;)

Amanhã a minha família inteira vai-se inscrever nas finanças e depois ficam acupunctores. Viva a democracia. Depois disto podemos vir para a televisão falar em defesa dos direitos do doente, etc... (sabes qué a comissão é obrigada a trabalhar levando em linha de conta os interesses da profissão -  não de um senhor dentro de determinada área - e a salvaguarda da saúde pública?). :D

Vem outra vez o fantasma do vitalício? esses eram os primeiros discursos. Agora já se sabe que não é vitalicio. Até já se sabe que o processo de credenciação dura 10 anos no méximo e que esse processo contará com a participação de membros de outras associações. Não quero insultar a tua inteligência mas acho que te devias actualizar. ;)

Desde quando é que esta regulamentação está feita à medida de alguns que sairam de uma escola? Isto já foi tudo discutido. Sabes perfeitamente que se não for assim coloca-se em causa a autonomia profissional.(Aí está mais uma forma de se vender a profissão). Por mais achas que o que se pede é muito? Ainda bem que não és osteopata ou fitoterapeuta. Senão estavas a olhar para uma regulamentação com 5000 horas de ensino e em alguns casos exigiam-te pelo menos 3 anos de prática clínica. Na acupunctura exigem-te 1 ano e 3700 horas de ensino. E caso não as tenhas são-te oferecidas possibilidades de as tirar. E se trabalhares há mais de uma ano é-te dada a possibilidade de cointinuares a trabalhar. Isto sem dúvida é uma injustiça enorme. Quanto à ESMTC tem um ensino de 5 anos com mais de 5000 horas. Achas mesmo que é para beneficiar? Por mais a nova escola do Sr. Pedo Choy também tem características semelhantes. Não confundas perseguição com profissionalismo ou competência. ;)

A comissão, e na minha opinião muito bem, não serve os interesses financeiros ou outros d poucas pessoas. E também não vende a autonomia e o repseito profissional a ninguêm. Quanto ao suposto ditador acho que é altura de se começar a olhar bem. Estás a falar de uma pessoa que sacrificou muito para conseguir fazer isto. Estou a falar de horas e horas de trabalho não remunerado. Estou-te a falar de uma regulamentação, que não ficou na gaveta como muitas outras, mas conseguiu desenvolver-se em tempo recorde. :D

Mas se conseguirem mandar a regulamentação abaixo (o que eu não acredito) não se esqueçam: a festa faz-se na Ortdem dos Médicos. E quando lá estiveres não te esqueças de pedir um cheque bem chorudo. É que depois de se vender a profissão as pessoas devem ser pagas. ;) E no final és contra a regulamentação porque te é exigido um estágio de aprendizagem para poderes exercer.

Para terminar: lancei o desafio que se colocou à comissão por causa dos alunos de acupunctura que não tem curso base de acordo com a regulamentação. O representante da comissão apelou a esse problema na assembleia. Apresentou uma proposta semelhante à quela que foi apresentada neste fórum. Gosto de saber que só a Diana se dignou a participar. Mas depois deste ciscurso todo só me vem uma coisa à cabeça: as únicas pessoas que se gignaram realmente a pensar sobre esse asusnto fui eu ne membros da comissão. E só a Diana deu feed-back. Mas enfim nós só estamos aqui para vos prejudicar. Já me tinha esquecido disso. ;)

Abraço

Junho 04, 2008, 14:41:20 pm
Responder #31

Andre

  • *
  • Information Offline
  • Sr. Member
  • Membro MC
  • Mensagens: 480
  • www.drandrecostasilva.com
    • Ver Perfil
Relativamente ao André: ninguêm te disse que o que está escrito não tem importância. O que te disseram é que isso está em discussão.
"Discussão", ou "esclarecimento"? ::)

Citar
Relativamente à ultima pergunta eu posso-te responder já mesmo. A cara de muitos profissionais não seria a melhor se a regulamentação fosse chumbada. Agora abre os olhos e responde-me: quem achas que sairia mais beneficiado com isso? Não sabia que pertencias à ordem dos médicos. De qualquer forma eu recuso-me a vender a profissão. Ninguêm na comissão tem vergonha de voltar a pegar no processo. Falamos de pessoas que lutam por isto há anos. E ninguêm na comissão tem vergonha do que está feito.

Quanto a chumbarem a regulamentação posso dizer-te que: as estatisticas que te passam não estão totalmente certas. Na realidade a maioria dos profissionais envolvidos (homeopatia, naturopatia, acupunctura, etc....) querem esta regulamentação. É só uma mão cheia de acupunctores, chefiados pelos interesses e mentiras do Sr. Pedro Choy que estão contra. Eu provavelmente pensaria como muitos de vocês se sistematicamente estivesse sujeito aos discursos choianos do medo e da democracia. Que são infundamentados no contexto actual. ;)
Não te faças de desentendido. Referia-me claramente a chumbarem a proposta pela existência de conflitos de interesse e de anticonstitucionalidades. Com que cara alguém que seria apanhado a tentar colocar os seus interesses acima do superior interesse da classe e da saúde pública voltaria a pegar no documento? Seria preciso uma lata descomunal, digo eu... mas isso sou só eu se calhar.
E isso da mão cheia, veremos em breve.

Citar
De uma vez por todas eu volto-te a dizer: ainda não existe classe profissional. É ridiculo eleger um representante democraticamente quando ainda nem sabemos quem faz parte  da classe profissional. Fazer as coisas como o Choy quer é um claro sinal de lascismo profissional para salvaguardar uma determinada posição. Queres votar democraticamente num representante de uma classe que ainda não existe? Como fazes o recenseamento dos acupunctores? Esqueci-me: é só perguntar se é acupunctor.  ;)

Amanhã a minha família inteira vai-se inscrever nas finanças e depois ficam acupunctores. Viva a democracia. Depois disto podemos vir para a televisão falar em defesa dos direitos do doente, etc... (sabes qué a comissão é obrigada a trabalhar levando em linha de conta os interesses da profissão -  não de um senhor dentro de determinada área - e a salvaguarda da saúde pública?). :D
Existem associações que não aceitam qualquer Zé da Esquina. Normalmente associações ligadas a escolas ou que reconhecem a formação dada por escolas. Como tal, é no mínimo justo aceitar que os seus associados são acupunctores. Como tal, é justo que tenham uma palavra a dizer.
Se para vocês assim não é, é por má vontade e medo de ouvir o que têm a dizer - especialmente quando a força dos números promete ser tão esmagadora. Heh... qualquer um compreende a vossa situação :)

Citar
Vem outra vez o fantasma do vitalício? esses eram os primeiros discursos. Agora já se sabe que não é vitalicio. Até já se sabe que o processo de credenciação dura 10 anos no méximo e que esse processo contará com a participação de membros de outras associações. Não quero insultar a tua inteligência mas acho que te devias actualizar. ;)
A proposta ainda diz isto?

"3.3. Mandato
Os membros manter-se-ão mandatados até concluído o processo de certificação em curso.
Depois de concluído o processo de certificação por equiparação os membros decidirão
dos mandatos subsequentes.
"

Se sim, qual é a actualização? Algum esclarecimento dado por alguém da comissão? Lamento, mas não cola. Enquanto isto estiver escrito lá, o que disserem vale ZERO. A possibilidade está ali prevista e nenhuma quantidade de areia atirada para os olhos dos acupunctores vai mudar isso.
Até isto ser alterado, é inútil haver mais discussão sobre o assunto.

Citar
Desde quando é que esta regulamentação está feita à medida de alguns que sairam de uma escola? Isto já foi tudo discutido. Sabes perfeitamente que se não for assim coloca-se em causa a autonomia profissional.(Aí está mais uma forma de se vender a profissão). Por mais achas que o que se pede é muito? Ainda bem que não és osteopata ou fitoterapeuta. Senão estavas a olhar para uma regulamentação com 5000 horas de ensino e em alguns casos exigiam-te pelo menos 3 anos de prática clínica. Na acupunctura exigem-te 1 ano e 3700 horas de ensino. E caso não as tenhas são-te oferecidas possibilidades de as tirar. E se trabalhares há mais de uma ano é-te dada a possibilidade de cointinuares a trabalhar. Isto sem dúvida é uma injustiça enorme. Quanto à ESMTC tem um ensino de 5 anos com mais de 5000 horas. Achas mesmo que é para beneficiar? Por mais a nova escola do Sr. Pedo Choy também tem características semelhantes. Não confundas perseguição com profissionalismo ou competência. ;)
Lá estás tu com o "discutido"... é como as criancinhas quando tapam os ouvidos e gritam "lá lá lá" muito alto à espera que os outros desistam.
A formação extra é outro ponto brilhante. X horas dadas por quem? Onde? Como? Sobre o quê? É o proverbial "pôr a carroça à frente dos bois". Ainda nem sabem responder a estas perguntas e já sabem que é para dar formação e quantas horas. Suponho que não haja nenhum interesse por trás disto... haja fé.

Citar
A comissão, e na minha opinião muito bem, não serve os interesses financeiros ou outros d poucas pessoas. E também não vende a autonomia e o repseito profissional a ninguêm. Quanto ao suposto ditador acho que é altura de se começar a olhar bem. Estás a falar de uma pessoa que sacrificou muito para conseguir fazer isto. Estou a falar de horas e horas de trabalho não remunerado. Estou-te a falar de uma regulamentação, que não ficou na gaveta como muitas outras, mas conseguiu desenvolver-se em tempo recorde. :D
Certo... se for depois a escola dele a dar a ditosa formação e a controlá-la, assim como se for ele a decidir que é acupunctor e quem não é, não tem mesmo nadinha de nada a ganhar com isso. Ou então tem, e muito.

Citar
Mas se conseguirem mandar a regulamentação abaixo (o que eu não acredito) não se esqueçam: a festa faz-se na Ortdem dos Médicos. E quando lá estiveres não te esqueças de pedir um cheque bem chorudo. É que depois de se vender a profissão as pessoas devem ser pagas. ;) E no final és contra a regulamentação porque te é exigido um estágio de aprendizagem para poderes exercer.
Estágio estou eu a fazer e te-lo-ei completo - com horas e casos clínicos para dar e vender - muito antes disto ter andado para a frente. Não estou particularmente preocupado comigo mesmo mas muito mais com os outros.

Citar
Para terminar: lancei o desafio que se colocou à comissão por causa dos alunos de acupunctura que não tem curso base de acordo com a regulamentação. O representante da comissão apelou a esse problema na assembleia. Apresentou uma proposta semelhante à quela que foi apresentada neste fórum. Gosto de saber que só a Diana se dignou a participar. Mas depois deste ciscurso todo só me vem uma coisa à cabeça: as únicas pessoas que se gignaram realmente a pensar sobre esse asusnto fui eu ne membros da comissão. E só a Diana deu feed-back. Mas enfim nós só estamos aqui para vos prejudicar. Já me tinha esquecido disso. ;)
Deves ter passado por cima dos meus posts sobre o assunto... num deles até improvisei em 5 minutos uma possibilidade bastante mais justa e menos elitista que a actual e tão ou mais passível de garantir a qualidade do profissional em causa. Ah well :)

Espero que de futuro seja trazida à conversa algum tipo de novidade, alteração, ajuste, whatever. No mínimo uma razão para não ser alterado como tantos parecem pedir e justificar. Sem isso, isto é uma conversa de surdos e um desperdício de tempo e paciência.

Junho 04, 2008, 19:55:40 pm
Responder #32

Ladybird

  • *
  • Information Offline
  • Jr. Member
  • Membro MC
  • Mensagens: 50
    • Ver Perfil
Olá a todos!
Desculpem não ter respondido há mais tempo, mas não tive oportunidade, já que fui uma das alunas da APA-DA presente na reunião de esclarecimento, apesar de já ter chegado a meio e ter perdido muita informação.
Realmente não estava mesmo à espera que estivesse tão poucas pessoas (talvez 12), tendo em conta as reuniões anteriores...
Apanhei a parte da autonomia profissional, uma das questões abordadas com a qual concordo. Para isso é realmente importante que o processo de regulamentação tenha de ser o mais exigente possível para garantir a autonomia da profissão, senão teriamos de exercer com a sombra de algum médico, o que era muito frustrante.
Houveram outras questões separadas, mas neste momento não me lembro...
Em relação ao curso da APA-DA, todos sabemos que há lacuna na falta de horas, principalmente prática, mas também referir que os alunos também temos oportunidade de lidar com práticas clínicas regulares, em clínicas para pessoas carenciadas (nomeadamente em Almeirim e em Vagos), onde se dão consultas e fitoterapia gratuitas!
Lembrar também que em tempos idos, alguns cursos superiores eram tirados à distância, como é o exemplo do Curso de Direito dado nas metropoles portuguesas e hoje essas pessoas são Advogados. Claro que falamos da saúde pública daí que seja importante o contacto com situações práticas.
Isto para dizer que para além das lacunas, a escola não deve ser menosprezada, já que muito trabalho é feito fora das aulas, senão não conseguiríamos passar de ano a partir do 3º ano (a minha turma [lisboa, porto e coimbra] começou com 400 alunos e agora está reduzida a +/- 100!).
Agora, teremos de nos adaptar aos Cursos Superiores standard e isso penso que já está a ser tratado pela APA-DA.
Como opinião pessoal acho que era importante a regulamentação das Medicinas Alternativas, tanto para nós, futuros profissionais (recibos sem IVA, etc...) e também para população em geral (possibilidade de declaração em IRS, etc...). Agora quem a leva a cabo, não interessa muito, desde que defenda o interesse da profissão.
Só acho que com discursos ofensivos não chegamos a lado nenhum. Assim só contribuimos para a, cada vez mais, separação de duas partes que poderiam ser muito úteis, se juntas (Choy + Faro)...  ;) Talvez neste momento, no ponto em que as coisas estão, seja difícil, mas penso que seria o caminho mais sensato a seguir...
Também penso que esse processo de regulamentação vai exigir algum sacrifício, mas acho que tudo se pode ultrapassar.

Joana
"A minha religião é o Amor, a minha igreja é a Natureza" Gary Gleason

Junho 04, 2008, 22:57:00 pm
Responder #33

tesourosmc

  • ***
  • Information Offline
  • Full Member
  • Mensagens: 146
    • Ver Perfil
Caro amigo Andre!
Espero que nao interpretes isto como um ataque pessoal. Visto que me pareces ser uma pessoa com vontade. Porque nao escreves tu uma proposta com 170 páginas em alternativa á que existe actualmente e apresentas á Ministra.
Dado a forma como criticas deves ter alguma experiencia em MTC e certamente teras a capacidade de elaborar um documento melhor que as pessoas da Comissao apresentaram.

Um abraço
Medicina desportiva não-convencional

http://mtcdesporto.wordpress.com

    * Acupunctura
    * Massagem Terapeutica Tui Na
    * Medicina herbal

Junho 05, 2008, 00:48:39 am
Responder #34

Andre

  • *
  • Information Offline
  • Sr. Member
  • Membro MC
  • Mensagens: 480
  • www.drandrecostasilva.com
    • Ver Perfil
Caro amigo Andre!
Espero que nao interpretes isto como um ataque pessoal. Visto que me pareces ser uma pessoa com vontade. Porque nao escreves tu uma proposta com 170 páginas em alternativa á que existe actualmente e apresentas á Ministra.
Dado a forma como criticas deves ter alguma experiencia em MTC e certamente teras a capacidade de elaborar um documento melhor que as pessoas da Comissao apresentaram.

Um abraço
Não interpreto como um ataque, apenas como uma resposta infantil e típica da falta de resposta e melhor argumento do que o brejeiro "ai estás mal? muda-te!" ou "achas mal? faz melhor.". Estamos em Portugal, isto não me surpreende.

Junho 05, 2008, 02:29:30 am
Responder #35

tesourosmc

  • ***
  • Information Offline
  • Full Member
  • Mensagens: 146
    • Ver Perfil
Meu caro Andre!
Infantil é criticar as coisas num forum e nada fazer como alternativa.
Digamos que tens demonstrado ser daqueles individuos que fala muito mas nao diz nada!
"Estamos em Portugal, isto nao me surpreende"

Um abraço especial
Medicina desportiva não-convencional

http://mtcdesporto.wordpress.com

    * Acupunctura
    * Massagem Terapeutica Tui Na
    * Medicina herbal

Junho 05, 2008, 09:20:32 am
Responder #36

Andre

  • *
  • Information Offline
  • Sr. Member
  • Membro MC
  • Mensagens: 480
  • www.drandrecostasilva.com
    • Ver Perfil
Meu caro Andre!
Infantil é criticar as coisas num forum e nada fazer como alternativa.
Digamos que tens demonstrado ser daqueles individuos que fala muito mas nao diz nada!
"Estamos em Portugal, isto nao me surpreende"

Um abraço especial
Larga lá as falácias ad hominem e responde aos meus pontos relevantes se tiveres algo a dizer sobre o assunto. Se o melhor que consegues fazer é pôr o ónus do meu lado de uma forma bacoca e não adicionar nada à discussão, acho que ficas melhor sem escrever nada de todo.
« Última modificação: Junho 05, 2008, 09:23:22 am por Andre »

Junho 05, 2008, 11:04:05 am
Responder #37

tesourosmc

  • ***
  • Information Offline
  • Full Member
  • Mensagens: 146
    • Ver Perfil
Meu caro Andre!
Irei seguir o teu sabio conselho e deixar de responder aos teus posts.
De nada adianta tentar explicar de que a "terra é redonda a uma pessoa que nunca saiu da sua aldeia"
Mas gostaria que tivesses consciencia de algo muito simples: Para que a proposta que criticas fervorosamente atras de um monitor, sem falares com as pessoas que a escreveram, devias antes saber os sacrificios que foram necessarios para a fazer.

Continua a ler muitos livros e a fazer conceitos de uma realidade que certamente desconheces.

Um abraço.
Medicina desportiva não-convencional

http://mtcdesporto.wordpress.com

    * Acupunctura
    * Massagem Terapeutica Tui Na
    * Medicina herbal

Junho 05, 2008, 12:46:35 pm
Responder #38

Nuno Lemos

  • ***
  • Information Offline
  • Full Member
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
    • Acupunctura
Quanto à discussão ou esclarecimento: creio que as reuniões servem um pouco para as 2. Na realidade, nota-se mais necessidade de esclarecimento por parte dos intervenientes. Muito particularmente, devido às falsas informações que sistematicamente inundaram os meios de comunicação social. Também se dão muitos esclarecimentos sobre determinados aspectos do processo de regulamentação. Apesar da maioria das pessoas ter necessidade de esclarecimentos é perfeitamente possível discutir assuntos com os quais não se concordam. Não queria entrar me muitas demagogias uma vez que uma discussão serve como esclarecimento e um esclarecimento termina muitas vezes em discussão. ;)


"Não te faças de desentendido. Referia-me claramente a chumbarem a proposta pela existência de conflitos de interesse e de anticonstitucionalidades. Com que cara alguém que seria apanhado a tentar colocar os seus interesses acima do superior interesse da classe e da saúde pública voltaria a pegar no documento? Seria preciso uma lata descomunal, digo eu... mas isso sou só eu se calhar.
E isso da mão cheia, veremos em breve."
Existência de conflitos de interesses? anticonstitucionalidades? Colocar os  seus interesses acima do interesse da classe e da saúde pública? Vamos continuar com as teorias da conspiração sem lógica? Volto-te a perguntar se trabalhar de borla para se conseguir fazer a regulamentação é conflito de interesses. Não confundas interesses da classe com interesses de algumas pessoas dentro da classe.

à classe profissional interessa a autonomia profissional e à saúde pública interessa saber que existem profissionais devidamente formados e credibilizados aos quais possam recorrer em segurança. Presumo que queiras continuar com a história de se aceitarem todos as pessoas que se dizem acupunctores sem terem formação nenhuma. E volto a repetir, não estou a falar necessariamente dos alunos da APA-DA. Infelizmente já conheci muitos exemplos de charlatães - sem relação com a APA-DA - a praticarem acupunctura. E se a memória não falha a ninguêm essa era uma das principais razões para a existência de uma regulamentação.

"A proposta ainda diz isto?

"3.3. Mandato
Os membros manter-se-ão mandatados até concluído o processo de certificação em curso.
Depois de concluído o processo de certificação por equiparação os membros decidirão
dos mandatos subsequentes.""
Tanto quanto sei a proposta ainda apresenta isso. Também não concordo e se quiseres posso levar esse assunto a discussão. Essa seria uma boa pergunta. Não dou valor a essa parte por uma razão muito simples: conheces algum exemplo de uma classe profissional que queira estabalecer, e possa, uma ordem profissional, ficar sujeita a este tipo de mandato? Parece-te pleusível mesmo? Até o Sr. Pedro Choy já nem fala nisso porque sabe que não tem problema nenhum. Prova é que ao início falava-se em poderes vitalícios, mas na discussão na assembleia o Sr. Pedro Choy já só falou em 10 anos. Posso propor que isso seja retirado para deixar mais descansadas algumas pessoas. Mas é completamente surrealista pensar que o Sr. José Faro conseguiria ficar com poder vitalício numa ordem ou no que quer que seja, dentro de uma profissão regulamentada e aprovada pelo estado português.

"A formação extra é outro ponto brilhante. X horas dadas por quem? Onde? Como? Sobre o quê? É o proverbial "pôr a carroça à frente dos bois". Ainda nem sabem responder a estas perguntas e já sabem que é para dar formação e quantas horas. Suponho que não haja nenhum interesse por trás disto... haja fé."
Xhoras dadas por quem? Resp: pelo professor.
Onde? Resp: numa sala de aula, presumo eu.
Como? Resp: os métodos dependem do professor. Há quem goste de escrever no quadro e há quem goste de usar power point.
Sobre o quê? Resp: presume-se que seja sobre matérias essenciais à prática clínica em que o pretendente tenha mais dificuldades ou demonstre pouco conhecimento.
Ninguêm te sabe responder a estas perguntas por várias razões: (1) não se conhece os teus professores de acupunctura na APA-DA nem na nova escola Dr. pedro Choy. Se eu não sei os nomes deles não te posso dizer com quem vais ter aulas. Uma vez que és aluno da APA-DA presumo que essa formação fica a encargo dos teus professores; (2) não sei onde ficam as salas de aula da APA-DA nem da nova escola Dr. Pedro Choy. Presumo que possas ir a qualquer uma delas. segundo sei, e espero bem que isso aconteça, a APA-DA está a mudar o seu currículo de forma a adaptar-se à regulamentação. Quem sabe não terão novas instalações? Mas eu contínuo sem saber onde serão as saulas de aula; (3) como mencionado acima os métodos vão depender da forma de dar aulas dos teus professores. Não te posso dar mais informações sobre isso; (4) a matéria leccionada vai depender das falhas do aluno como já mencionado. Por exemplo conheço pessoas que assistiram a 2 ou 3 palestras de fins-de-semana em espanha e agora exercem. É natural que elas precisem de muitas formação.
Sabe-se que existem profissionais que podem precisar de dormação extra. Se isto te passa ao lado é porque não andas cá há muito tempo e não sabes o que realmente se passa em muitos sítios. Mas ninguêm sabe quantas horas serão necessárias. Esse tipo de coisas tem de ser avaliada individualmente. Não vejo onde está o problema disto nem quantos metros à frente da carroça se encontram os bois. ;)

"Certo... se for depois a escola dele a dar a ditosa formação e a controlá-la, assim como se for ele a decidir que é acupunctor e quem não é, não tem mesmo nadinha de nada a ganhar com isso. Ou então tem, e muito."

Não é a escola dele a dar a ditosa formação. É a escola escolhida pelo aluno. Pode ser a nova escola Dr. Pedro Choy. Pode ser a APA-DA que se espera esteja a funcionar em pleno dentro dos parâmetros base para dar um curso que permita garantir a nossa autonomia profissional. Pode ser outra escola que também se adapte como é desejo de muitas e onde muitas pessoas já trabalham para que isso aconteça. Não é ele a controlá-la é uma comissão. O processo está bem explicado. Evidentemente que se acharem que o representante é o papão não vão gostar muito.
Não é ele a decidir quem é acupunctor ou não. Na realidade a comissão aceita os acupunctores mediante processo bem explicado. Além disso todos aqueles que não tenham os requisitos considerados minimos poderão tirar a formação que lhes falta. isto está bem explicado e não proíbe a prática a ninguêm. pelo contrário, preocupa-se em garantir que existe preocupação com a salvaguarda da formação profcissional e da saúde pública. ;)

Contínuo depois.  :D
Abraço







Junho 05, 2008, 19:33:54 pm
Responder #39

Pedro

  • *
  • Information Offline
  • Full Member
  • Membro MC
  • Mensagens: 221
  • Diplomado
    • Ver Perfil
Olá a todos, penso que o que se está a passar neste fórum não tem razão de ser, pois este tipo de discussão não leva a lado nenhum. Pois há pessoas que não conseguem ter a humildade de aceitar a critica, quando se vêem as coisas sob uma certa e determinada perspectiva não há volta a dar. Acho que o que falta aqui é um pouco de formação humana, pois há que respeitar as ideias dos outros e não tentar atirar areia para os olhos. Estão se a estabelecer grupos de trabalho para melhorar a proposta em diversas áreas, e espero que todas as escolas possa contribuir para isso.
Já agora não basta uma pessoa ter formação para ser um bom acupunctor, seja na APA-DA, seja na ESMTC, para ser bom acupunctor tem de se ter também uma formação humana e humanista. Deixem as tretas de formação superior nesta ou naquela escola.
Procura aquilo que tens,perde tudo o que não achas...

Junho 05, 2008, 21:54:49 pm
Responder #40

tang

  • *
  • Information Offline
  • Newbie
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
ola, eu sou novo na vida, o que é para ti formação humana e humanista? abraço!

Junho 05, 2008, 22:58:14 pm
Responder #41

Andre

  • *
  • Information Offline
  • Sr. Member
  • Membro MC
  • Mensagens: 480
  • www.drandrecostasilva.com
    • Ver Perfil
Concordando com o Pedro, estou a ver que as respostas de "esperto" continuam - por isso sugiro que continuem sozinhos e entre vocês. Vemo-nos onde e quando este tipo de conversa não interessar nem for aceite porque eu por mim tenho bem melhor com que gastar o meu tempo.

Passar bem.

Junho 07, 2008, 12:25:16 pm
Responder #42

Nuno Lemos

  • ***
  • Information Offline
  • Full Member
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
    • Acupunctura
E ainda nem tinha acabado a minha resposta de "esperto". :D
Ok acabemos então esta conversa. Mas espero que compreendam se disser que a intervenção do Pedro é completamente despropositada em quase todos os sentidos.

Abraço

Junho 07, 2008, 15:41:45 pm
Responder #43

suntzu

  • *
  • Information Offline
  • Newbie
  • Mensagens: 20
    • Ver Perfil
Hummmm
Um topico que começou tão bem, para terminar tão mal...
O engraçado é que de tanta pessoa que leu este tópico foram sempre as mesmas que criticaram.
É optimo haver espaço para critica, mas também seria optimo haver espaço para alternativas.
Criticar é fácil, fazer algo novo é que está pior.
Isto sim, é tipico do Português.
Das poucas sugestões apresentadas há uma com a qual concordo plenamente.
Os Homens fortes das Agulhas, juntarem-se e afinarem as agulhas de uma vez por todas. Lutas de poder e birrinhas não dignificam em nada o que se quer para o futuro desta profissão...
Já vi que as lavagens cerebrais continuam em voga...
Vou voltar ao estudo do meu Diagnostico querido...
Para os amigos a suavidade da Primavera, para os inimigos a rudeza do Inverno

Junho 07, 2008, 16:34:05 pm
Responder #44

Miguel Gomes

  • *****
  • Information Offline
  • Sr. Member
  • Administrador
  • Mensagens: 457
    • Ver Perfil
    • Neturalmente

Suntzu...

isso era o ideal, mas obviamente os homens das agulhas estão e estarão de costas voltadas. Temos que ser nós a pressionar e procurar fazer as coisas de modo correcto e empenhado.

Temos que apresentar os nossos pontos de vista, para verem que não há só uma maneira de ver a questão. Temos que dizer quando achamos certo e quando achamos que está errado. Pelo menos nisso a discussão tem sido proveitosa.  ;D

abc