Autor Tópico: Artrite reumatoide  (Lida 10839 vezes)

Julho 29, 2008, 21:45:16 pm
Responder #15

Nuno Lemos

  • ***
  • Information Offline
  • Full Member
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
    • Acupunctura
Relativamente aos síndromes ou patologias energéticas. Usei o termo desequilíbrio que também está errado. O que ter queria dizer é que síndromes ou patologias energéticas não existem em MTC. Aquilo a que se chama, erradamente, síndromes energéticos, são padrões clínicos.

Relativamente ao ensino: é evidente que as pessoas aprendem sempre as diferentes fases do diagnóstico (interrogatório, palpação, padrões clinicos, 5 elementos, patologia externa, etc...). Mas quando se aprende diagnóstico a um nível mais avançado parte-se sempre do sintoma ou doença e depois para o padrão clinico. Em vez de teres patologias ocidentais podes ter patologias chinesas. Vários são os exemplos:
icterícia por Humidade-Calor na Vesícula Biliar, seria um desses exemplos.

Quando se apresenta o diagnóstico primeiro descreve-se a queixa referida (seja sintoma ou doença) e depois o padrão clinico. Por isso é que não interessa se nesses livros aparece doenças ocidentais ou sintomas. E não se prejudica a aprendizagem com isso. Na realidade isso implica saber diagnóstico.

Eu posso fazer o seguinte diagnóstico: dispneia por Vazio de Qi do Pulmão. Ou posso dizer Asma por Vazio de Qi do Pulmão. A asma é uma forma de classificar sintomas tal como o padrão clinico ou uma doença de MTC como vento intestinal. Como tal não se inverte nada fazendo esse tipo de apresentação nem se prejudica o ensino a ninguêm. E, como afirmei, se se fizer assim, então, é possível tornar a leitura sintomática da medicina chinesa mais compreensível.

Imagina que eu faço o seguinte diagnóstico: vento no grande pé por humidade do Baço. Provavelmente nem a maioria das pessoas que frequenta esta página vai perceber do que é que eu estou a falar, quanto mais outros profissionais. Repito: esse tipo de apresentação não prejudica a MTC, nem prejudica o ensino a nenhum aluno e torna-a a nossa arte mais compreensível. Eu não espero dar um novo sentido à MTC mas a nossa geração enfrenta problemas de comunicação com outros profissionais de saúde que os nossos antepassados não tiveram de enfrentar.

Abraço

Julho 30, 2008, 13:23:54 pm
Responder #16

Andre

  • *
  • Information Offline
  • Sr. Member
  • Membro MC
  • Mensagens: 480
  • www.drandrecostasilva.com
    • Ver Perfil
Quanto à nomenclatura, em que te baseias para dizer que não existem síndromas ou patologias energéticas e que o que existe são padrões clínicos?

Não sei se é assim tão evidente que aprendem sempre assim, aliás até tenho conhecimento de casos em que assim não é, mas dado o título do livro e a forma como aquele parágrafo está organizado, eu pessoalmente discordo.

Isso da comunicação entre profissionais de outras Medicinas, ou parte do princípio que eles vão entender a nossa Medicina como ela é, ou parte do princípio que nós a vamos explicar como ela não é. Eu até agora não tive dificuldade em explicar síndromas e processos energéticos a leigos e a profissionais, tal como os chineses os entendem - tenho é de explicar o que é cada coisa - mas no fim ninguém tem dificuldade em entender.
Estar demasiado preocupado com isso ao ponto de explicar com nomes ocidentais coisas que não têm esse nome, é como na notícia na outra secção: falar chinês com léxico inglês. Além de que, eu pessoalmente vou mais longe ao ponto de achar que não temos nada que provar a outros profissionais especificamente, mas isso já são outros quinhentos ;D

Julho 30, 2008, 13:57:37 pm
Responder #17

Nuno Lemos

  • ***
  • Information Offline
  • Full Member
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
    • Acupunctura
Os termos síndromes energéticas ou patologias energéticas ou outras coisas associadas a um conceito "energético" são traduções erradas dos termos de medicina chinesa. essas traduções decorreram da grande aceitação da MTC, nos anos 70, por grupos New Age. No fundo aplicaram a velha discussão de vitalismo contra materialismo. O vitalismo defende a existência de "energias" que não podem ser estudadas mas que existem no mundo. Essa ideia foi colada à MTC e deturpou o significado de muitos dos seus termos. Por exemplo, a tradução de Qi por energia é completamente errada.

Aconselho a leitura dos seguintes textos que publiquei no meu blogue para mais fácil compreensão:
http://acupuntura.folhaa4.com/category/mtc-e-ciencia/ciencia-e-esoterismo/
http://acupuntura.folhaa4.com/2008/03/09/os-outros-tratam-sintomas-nos-tratamos-as-causas/
http://acupuntura.folhaa4.com/2008/03/31/o-que-e-o-qi/

Creio que estes textos explicam suficientemente bem as críticas que faço a esse tipo de linguagem.

Quanto ao livro: podes discordar e apresentar uma outra versão igualmente boa. Na realidade podes fazer diferentes abordagens ao diagnóstico em MTC sem nenhuma estar errada. Eu, pessoalmente, não sou contra esse tipo de apresentação (e isto nada tem a ver com o querer provar alguma coisa a alguêm) mas como te disse creio ter várias vantagens. No entanto são abordagens diferentes. Quando ensino acupunctura obreigo os alunos a estudarem um protocolo por diferentes vias como:
1 - seleccionar protocolos base para o tratamento de uma patologia ou sintomas e depois adicionar pontos consoante a variação de padrões clínicos;
2 - explicar os sintomas ou padrões clinicos na presença de um determinado protocolo, etc....
3 - partir dos princ´´ipios terapêuticos, etc....

Julho 30, 2008, 16:09:29 pm
Responder #18

Andre

  • *
  • Information Offline
  • Sr. Member
  • Membro MC
  • Mensagens: 480
  • www.drandrecostasilva.com
    • Ver Perfil
Compreendo, então o teu problema é com a palavra energia... mas como tu próprio admites, é uma opinião pessoal e - parece-me - pouco passa disso. Até pensei que fosse algo globalmente aceite que eu desconhecia e que alguns chineses tinham adoptado ao cá vir para nos fazer a vontade. Já estou mais descansado ;D

Acho essa preocupação com o Qi != Energia um pouco extremista e mesmo desnecessária. Não percebo porque é que Substância e uma qualquer noção de Energia que aparentemente é a que nós temos (e que aparentemente tu sabes qual é) são mutuamente exclusivas e dificultam a compreensão do que realmente é o Qi.
Eu fiz o curso todo com Qi traduzido como Energia e não vi problema nenhum nisso. Aliás, mesmo aos Chineses parece-me que não lhes faz muita impressão, mas posso estar enganado.

Citar
versão mais extrema deste discurso completamente disparatado podem intervir conceitos mais esotéricos como a alma ou o espírito ou qualquer noção rabiscada de um princípio criador de todas as coisas e mais uns tantos conceitos incoerentes sob o ponto de vista clínico.

sabes onde mais se encontras referências místicas desse género (literalmente)?

...
...
...


espera...


...está quase...


na proposta de regulamentação da Acupunctura! :D
Mas isto fica para outro tópico - em breve.

Julho 30, 2008, 17:19:23 pm
Responder #19

Miguel Gomes

  • *****
  • Information Offline
  • Sr. Member
  • Administrador
  • Mensagens: 457
    • Ver Perfil
    • Neturalmente


Só para dizer que este tópico já está suficientemente fora do contexto, não vale a pena dispersar ainda mais.

Se quiserem podem criar um tópico próprio para discutir os problemas relacionados com o ensino da MTC (traduções, etc...)


abraço!

Julho 30, 2008, 18:46:10 pm
Responder #20

menba

  • Visitante
Nao sei como pude desperdiçar tanto tempo e dinheiro em escolas, cursos de aperfeiçoamento e livros, quando poderia simplesmente perguntar a tua opiniao Andre?
Ja agora és professor de que escola? Trabalhas (não estudar, trabalhar mesmo)em Medicina Chinesa hà quanto tempo? é que ditas diagnosticos e tratamentos com tanta certeza que ainda nao entendi se é o ego inflamado ou se realmente é conhecimento oriundo de pratica clinica.
Nao leves a peito...mas pouco me importa se concordas com os livros que leio ou nao.
E o Nuno ainda nao percebi tambem se é de conhecimento pratico ou se simplesmente teórico, em todo o caso, apesar de achar que deve ser um excelente professor. Na pratica ja deu para perceber que nao tem muito jeito para lidar com pessoas, (tendo em conta as discussoes até agora e as inamizades coleccionadas por varios membros), por isso questiono até que ponto é que realmente sabe do que fala? uma vez que nao encarando qi= energia, nem consigo entender porque se encontra nesta area sequer. Mas isso nao me diz respeito. e por esta ultima frase peço desculpa, cada um tem o seu caminho a percorrer (espero nao tar a ir pelo lado mistico e esoterico da coisa).
Gostava que nao fossem sempre os mesmo a responder e sempre os mesmo a entrar em conflito um com o outro.

Miguel nao deu para nao responder.
atenciosamente
Memba








Julho 30, 2008, 20:06:46 pm
Responder #21

Nuno Lemos

  • ***
  • Information Offline
  • Full Member
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
    • Acupunctura
Peço desculpa por toda esta confusão. Simplesmente referi um assunto que é importante que está relacionado com o factod e fazermos trtaduções erradas dos termos chineses. Ainda estou para conhecer um sinologista de renome que me diga o contrário.
Quanto aos comentários do menba nem vou responder. Na realidade, se cada vez que falo de alguma coisa - por inofensiva que seja como as traduções dos termos chineses - tem de haver picanços infantis então passem muito bem. Já diminui as minhas participações neste blogue para evitar estar sempre em confronto com alguns membros (que aproveitam tudo para fazer guerra em vez de tentarem construir um diálogo construtivo) agora creio que posso dá-las por terminadas.
Abraço

Julho 31, 2008, 11:12:24 am
Responder #22

Miguel Gomes

  • *****
  • Information Offline
  • Sr. Member
  • Administrador
  • Mensagens: 457
    • Ver Perfil
    • Neturalmente

A todos:

No MTCforum.net é estimulado o diálogo e partilha de ideias, e é intenção deste fórum construir uma verdadeira comunidade ligada à Medicina Chinesa. É também estimulada a participação de vinda todos os quadrantes, não estamos fechados numa redoma, gostamos de saber e perceber diferentes ideias e concepções ligadas à MTC.

Por isso não afastamos, nem queremos que ninguém se auto-afaste deste fórum. Pedimos que os diálogos sejam construtivos e sem necessidade criar quezílias ou discussóes inócuas.

Apelamos à serenidade e compreensão de todos, para continuarmos a contruir este fórum de MTC.

Obrigado




Agosto 01, 2008, 00:12:58 am
Responder #23

Milonga

  • *
  • Information Offline
  • Jr. Member
  • Membro MC
  • Mensagens: 93
    • Ver Perfil
Olá colegas
É com alguma tristeza que vejo que a falta de respeito e civismo ainda imperam neste blog. Acho que o Nuno e o André dão vida e mantêm mais interessante o blog. Aprendemos imenso com ambos e lamento que haja pessoas que não entendem que as pessoas podem ter visões diferentes das coisas, ideias e posturas antagónicas face os situações que vão surgindo. Pessoalmente aprendo imenso com os dois. Pouco me importa se pertencem a escola A ou B.O que me incomoda verdadeiramente, são atitudes como as do memba. Não concorda…paciência. Não gosta…não entra e nem participa ou então, se o fizer, que o  faça com elevação! Espero que o Nuno reconsidere e que participe activamente como até aqui.
Uma sugestão:
Que tal uma jantarada para nos conhecermos todos???